Prêmios

PRÊMIOS DA SBD PARA O CONGRESSO

 

PRÊMIO FRANCISCO ARDUÍNO

Instituído em 1997, é um prêmio dedicado ao indivíduo que esteja desenvolvendo atividades relevantes em prol do diabetes no Brasil. A escolha do indicado para o Prêmio é feita por uma comissão constituída por 5 (cinco) ex-presidentes da Sociedade. O agraciado deverá proferir palestra abordando tema relacionado a suas atividades. O Dr. Francisco Arduíno deu grande contribuição à especialidade no Brasil, por suas pesquisas e, principalmente, pela divulgação da importância da especialidade e seu papel como professor. Ele deve ser considerado o fundador da diabetologia cientifica no Brasil. Criou o Centro de Diabetes, que se transformou no Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia – RJ e foi seu primeiro Diretor. O IEDE se tornou um grande centro de difusão da especialidade, através de convênio com a Escola Médica de Pós-Graduação da PUC/RJ. Durante muitos anos deu cursos de especialização em Diabetes na entidade. Um dos incentivadores da educação para diabéticos, de forma pioneira, organizou a primeira colônia de férias para crianças diabéticas carentes com o Dr. Rogério Oliveira e com o Dr. Leão Zagury organizou os primeiros cursos regulares para diabéticos e familiares. Lutou para implantar a especialidade no Brasil, mas infelizmente não conseguiu. Recebeu o título de Professor Honoris Causa da Universidade Federal do Rio de Janeiro pelos relevantes serviços prestados ao ensino e a endocrinologia. Pelos mesmos motivos a SBD instituiu o Prêmio Francisco Arduíno, para quem se destacou no trabalho em prol do tratamento do diabetes no Brasil, que será entregue durante o XXII Congresso da Sociedade Brasileira de Diabetes, de 16 a 18 de outubro, em Natal.

 

VENCEDORES

1997 – Estudo de Prevalência de Diabetes no Brasil
1999 – Leão Zagury
2001 – Antonio Roberto Chacra
2003 – Bernardo Leo Wachenberg
2005 – Luiz Carlos Reis
2007 – Jorge Luiz Gross
2009 – Maria Inês Schmidt

2011 – Mário José Abdalla Saad
2013 – Antonio Carlos Lerário

2015 – Sérgio Atala Dib

2017 – José Egídio Paulo de Oliveira

2019 – Adriana Forti

 

PRÊMIO DE EDUCAÇÃO – DAGER MOREIRA 

Instituído em 2005 – Para homenagear o endocrinologista de maior destaque na luta pela educação em diabetes, a comissão executiva do XV Congresso da Sociedade Brasileira de Diabetes, realizado em novembro de 2005, em Salvador, criou o Prêmio Dager Moreira.

2005 – Adriana Costa e Forti

2007 – Foram premiados os melhores trabalhos científicos

2009 – Hermelinda C. Pedrosa

2011 – Graça Câmara

2013 – Reine Marie Chaves Fonseca          

2015 – Claudia Pieper

2019 – Janice Reis

Conheça a cidade de Natal